CATECISMO DE SÃO PIO X | Sacramentos - Batismo

CAPÍTULO II
Do Batismo



§ 1o- Natureza e efeitos do Batismo


1) Que é o Sacramento do Batismo?
R: O Batismo é o Sacramento pelo qual renascemos para a graça de Deus, e nos tornamos cristãos.

2) Quais são os efeitos do Sacramento do Batismo?
R: O Sacramento do Batismo confere a primeira graça santificante, que apaga o pecado original e também o atual, se o há; perdoa toda a pena por eles devida; imprime o caráter de cristão; faz-nos filhos de Deus, membros da Igreja e herdeiros do Paraíso, e torna-nos capazes de receber os outros Sacramentos.

3) Qual é a matéria do Batismo?
R: A matéria do Batismo é a água natural, que se derrama sobre a cabeça do que é batizado, de maneira que escorra.

4) Qual é a forma do Batismo?
R: A forma do Batismo é esta: Eu te batizo em nome do Padre e do Filho e do Espírito Santo.



§ 2o - Ministro do Batismo
5) A quem compete batizar?
R: Batizar compete por direito aos Bispos e aos párocos; mas, em caso de necessidade, qualquer pessoa pode batizar, seja homem ou seja mulher, e até um herege ou um infiel, contanto que realize o rito do Batismo e tenha intenção de fazer o que faz a Igreja.


6) Se houver necessidade de batizar uma pessoa que está em perigo de morte, e estiverem muitas pessoas presentes, quem é que deverá batizar?
R: Se houver necessidade de batizar alguém em perigo de morte, e estiverem muitas pessoas presentes, deverá batizá-lo o Sacerdote, se lá estiver; na sua falta, um eclesiástico de ordem inferior, e na falta deste, o leigo homem de preferência à mulher, a não ser que a perícia maior da mulher ou a decência exijam o contrário.

7) Que intenção deve ter quem batiza?
R: Quem batiza deve ter a intenção de fazer o que faz a Santa Igreja ao batizar.


§ 3o - Rito do Batismo e disposições de quem o recebe já adulto

8) Como se batiza?
R: Batiza-se derramando água sobre a cabeça do batizando, ou, não podendo ser sobre a cabeça, sobre qualquer outra parte principal do corpo, e dizendo ao mesmo tempo: Eu te batizo em nome do Padre e do Filho e do Espírito Santo.

9) Se alguém derramasse a água e outro proferisse as palavras, a pessoa ficaria batizada?
R: Se alguém derramasse a água, e outro proferisse as palavras, a pessoa não ficaria batizada; é necessário que seja a mesma pessoa que derrame a água e pronuncie as palavras.

10) Quando se duvida se a pessoa está morta, deve-se deixar de batizá-la?
R: Quando se duvida se a pessoa está morta, deve-se batizá-la sob condição, dizendo: Se estás vivo, eu te batizo em nome do Padre e do Filho e do Espírito Santo.

11) Quando se devem levar à Igreja as crianças para serem batizadas?
R: As crianças devem ser levadas à Igreja para serem batizadas, o mais cedo possível.

12) Por que se deve ter tanta solicitude em levar as crianças ao Batismo?
R: Deve-se ter suma solicitude em levar a batizar as crianças, porque elas pela sua tenra idade estão expostas a muitos perigos de morrer, e não podem salvar-se sem o Batismo.

13) Pecam então os pais e as mães que, pela sua negligência, deixam morrer os filhos sem Batismo ou simplesmente demoram em fazê-lo?
R: Sim, os pais e as mães, que pela sua negligência deixam morrer os filhos sem Batismo, pecam gravemente, porque os privam da vida eterna; e pecam também gravemente, demorando muito tempo o Batismo, porque os expõem ao perigo de morrer sem o terem recebido.

14) Quando o que se batiza é adulto, que disposições deve ter?
R: O adulto que se batiza deve ter, além da fé, a dor, pelo menos imperfeita, dos pecados mortais que tivesse cometido.

15) Se um adulto se batizasse em pecado mortal, sem esta dor, que receberia?
R: Se um adulto se batizasse em pecado mortal, sem esta dor, receberia o caráter do Batismo, mas não a remissão dos pecados, nem a graça santificante; e estes efeitos ficariam suspensos, enquanto não fosse removido o impedimento pela dor perfeita dos pecados ou pelo Sacramento da Penitência.


§ 4o - Necessidade do Batismo e deveres dos batizados

16) É o Batismo necessário para a salvação?
R: O Batismo é absolutamente necessário para a salvação, porque o Senhor disse expressamente: Quem não renascer na água e no Espírito Santo, não poderá entrar no reino dos céus.

17) Pode suprir-se de algum modo a falta do Batismo?
R: A falta do Batismo pode supri-la o martírio, que se chama Batismo de sangue, ou um ato de amor perfeito de Deus, ou de contrição, junto com o desejo, ao menos implícito, do Batismo, e este ato chama-se Batismo de desejo.

18) A que fica obrigado quem recebe o Batismo?
R: Quem recebe o Batismo, fica obrigado a professar sempre a fé e a observar a lei de Jesus Cristo e da sua Igreja.

19) A que se renuncia ao receber o santo Batismo?
R: Ao receber o santo Batismo renuncia-se para sempre ao demônio, às suas obras e às suas pompas.

20) Que se entende por obras e pompas do demônio?
R: Por obras e pompas do demônio, entendem-se os pecados e as máximas do mundo, contrárias às máximas do Santo Evangelho.



§ 5o - Nome e padrinhos

21) Por que se impõe o nome de um Santo ao que se batiza?
R: Ao que se batiza, impõe-se o nome de um Santo, para o pôr sob a especial proteção de um padroeiro celeste, e para o animar a imitar-lhe os exemplos.

22) O que são os padrinhos e as madrinhas do Batismo?
R: Os padrinhos e as madrinhas do Batismo são aquelas pessoas que por disposição da Igreja seguram as crianças junto à pia batismal, respondem por elas, e ficam responsáveis, diante de Deus, pela educação cristã das mesmas, especialmente se vierem a faltar os pais.

23) Somos nós obrigados a cumprir as promessas e renúncias que por nós fizeram nossos padrinhos?
R: Sim, somos obrigados, sem dúvida, a cumprir as promessas e renúncias que por nós fizeram os nossos padrinhos, porque Deus, só mediante estas condições, nos recebeu na sua graça.

24) Que pessoas se devem escolher para padrinhos e madrinhas?
R: Devem escolher-se para padrinhos e madrinhas pessoas católicas e de bons costumes, e observantes das leis da Igreja.

25) Quais são as obrigações dos padrinhos e das madrinhas?
R: Os padrinhos e as madrinhas são obrigados a cuidar que os seus filhos espirituais sejam instruídos nas verdades da fé, e vivam como bons cristãos, edificando-os com o bom exemplo.

26) Que vínculo contraem os padrinhos do Batismo?
R: Os padrinhos contraem um parentesco espiritual com o batizado, e este parentesco origina impedimento de matrimônio com o mesmo.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[...] não deixes por isso de abraçar estreitamente sua santa cruz. - São Padre Pio de Pietrelcina.

Perguntas 12ª Artigo do CREDO | Creio na Vida Eterna, amém. | Catecismo de São Pio X

Conhecer, Amar e Servir a Deus!

Perguntas 8° Artigo do CREDO | Catecismo de São Pio X

Teologia do Corpo - Christopher West - Parte 1