Sobre a Modéstia - pergunta 3

3. "Já escutei um sacerdote dizer que dependendo a calça e como ela é usada não é pecado, mas que, sim, é muito mais feminino usar saias. Então se não é pecado posso usar qualquer calça livremente?"

Resposta: Analisemos: “dependendo da calça e como ela é usada não é pecado”. 

1. Talvez eles se refiram justamente às 0,1% que não são coladas; 
2. Ainda colocam uma condição para como a calça deve ser usada e em quais situações;
3. Não será pecado considerando estes dois requisitos. 

Ora, também o Papa São Nicolau I, no ano 866, afirmou em carta ao rei Bóris I da Bulgária: “Se vós ou vossa mulher usardes ou não usardes calças, isso nem impede a vossa salvação nem leva a um aumento da sua virtude.” Entretanto, a calça a que ele se referia era a “femoralia”. [1] 

Em relação à forma de vestir das búlgaras naqueles tempos, não podemos dizer que elas estivessem imodestas, pois a calça além de ser tão folgada, que até parecia uma saia. Era uma peça diferenciada para homens e mulheres. Mulheres cobriam o corpo com uma túnica por cima da calça, que ia até a metade da perna, próximo ao tornozelo, e homens usavam as calças sem túnica. E portanto, não eram peças que igualavam os sexos.

Certamente a femoralia preenche os requisitos colocados por este sacerdote, mas provavelmente não será uma calça assim que as mulheres atuais irão querer usar. Infelizmente, é possível que a grande maioria interprete da frase “dependendo da calça e como ela é usada não é pecado”, apenas “posso usar, não é pecado”

Mas acontece que entre “não ser pecado” e “o modo como deve ser usada” há uma grande diferença. Parece evidente que nem em casos de “femoralia” os padres desejem que as mulheres usem as calças, pois fazem sempre questão de salientar como é “mais feminino se usar vestidos”. 

Outra coisa que eles também dizem para incentivar que as mulheres usem vestidos e saias é que procurem se vestir como Maria Santíssima. Na formação sobre “O piedoso uso do véu”, Pe. Paulo enaltece o uso do véu; mostra quanta beleza há quando a mulher vela a cabeça e esconde a “própria glória” para glorificar a Deus; diz frases bonitas como “na Igreja o que é sagrado é coberto com véu”; para, finalmente, lá bem depois, falar sobre feminilidade acrescentando também que, mesmo antes do uso do véu, deve-se haver um movimento para que as mulheres voltem a usar saias e vestidos modestos

A mensagem, portanto, parece-nos clara: eles querem que as mulheres sejam modestas, usem saias e vestidos; e, se o uso de uma calça semelhante à femoralia não é pecaminoso, isso não quer dizer que seja aconselhável usar. Pior ainda seria levar em conta que “dependendo da calça não tem problema” e disso se começar a usar toda sorte de calças coladas (99,9% das que existem para vender), quando não ainda a legging. Perceba que a este ponto, tudo tanto já se distanciou daquela frase que foi analisada no início.

Além disso, já ouvi sacerdotes afirmarem que se a mulher usar uma calça modesta, ou seja, folgada, mesmo com blusa mais comprida, sem justa causa, constitui pecado venial, por ela estar se vestindo com roupas de homens, e igualando os sexos. A calça não é pecado e pode ser justificada se a pessoa, por exemplo necessite trabalhar com calças (hospital, clínicas, fábricas etc). Porém uma causa justa é rara. E mesmo que não fosse pecado, devemos sempre dar o nosso melhor para Deus, e nos esforçar. Se saias são mais modestas e mais femininas, por que não usar somente saias e vestidos modestos? 

Fonte:http://floresdamodestia.blogspot.com.br/2014/03/cinco-perguntas-e-respostas-frequentes.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[...] não deixes por isso de abraçar estreitamente sua santa cruz. - São Padre Pio de Pietrelcina.

Conhecer, Amar e Servir a Deus!

Perguntas 12ª Artigo do CREDO | Creio na Vida Eterna, amém. | Catecismo de São Pio X

Perguntas 5° Artigo do CREDO | Catecismo de São Pio X

Conselhos de São João da Cruz para imitar a Cristo