Sobre a Modéstia - pergunta 2

2. "É muito mais feminino na nossa cultura uma mulher de saia/vestido, mas será que não é um pouco radical proibir por completo o uso de calças? E se forem utilizadas com blusas maiores, cobrindo o quadril, sendo uma pessoa magra não fica igualmente modesto?"

Resposta: Se, por cima da calça, usa-se uma camisa ou bata que cubra o quadril, logicamente que isto ameniza a imodéstia, porém, isto não terá sido “mérito” da calça que, por si, continuará sendo imodesta e ainda permanecerá revelando as formas das coxas. Este recurso é, portanto, algo que, sim, ameniza, mas não resolve. 

Além disso, não é otimismo demais esperar que as mulheres sigam o comando de “não usem calça se não tiverem algo que cubra o quadril”? Pois, diferente da calça, a veste que cobre o quadril nem sempre estará à disposição para todos os momentos! 

Por fim, relembramos que o uso da calça vai além da questão de “modéstia e imodéstia”, como dissemos acima. Ela afeta a psicologia da mulher, vicia a relação entre os sexos e fere a dignidade da mãe diante dos filhos. Assim, fica claro que o uso da calça acaba também favorecendo ideologias contrárias a fé católica e, por isso, deve ser abandonada por todas as mulheres, sem nenhuma distinção de idade ou grau de beleza. 

Por este mesmo motivo, parece-nos bastante estranho que se justifique que somente uma mulher “magra, gorda ou velha” possa usar determinadas roupas em detrimento das outras que tenham corpos esculturais. Isto é o mesmo que “criminalizar a beleza”, o que não faz nenhum sentido. Como uma avó de setenta anos e que usa calças, mesmo não chamando a atenção de ninguém, poderia dizer para a neta de dezoito que “não deve usar calça” porque tem o corpo bonito, se ela mesma não dá o exemplo? 

Como os pais que tivessem três filhas: uma gordinha; uma magrinha; e uma atlética de corpo bonito; poderiam educá-las segundo estes princípios relativistas? “Filha gorda, você pode usar biquíni porque não desperta desejo nos outros; filha magra, você pode usar calça e decote, pois não tem nádegas nem seios volumosos; mas, ai de ti, filha bonita, se usares calça, decote ou biquíni porque isto despertará o desejo nos rapazes”? Isto teria algum sentido? Para nós, nenhum. Mas, infelizmente o argumento “posso usar tal roupa porque sou magrinha” ainda é bastante usado. Não se pode “criminalizar a beleza” e sair afirmando que somente as moças de corpos bonitos é quem devem cobrir seus corpos, pois a modéstia é algo que serve para todas, até porque a magrinha ou gordinha de hoje pode vir a tornar-se a mulher de belas curvas de amanhã. Se hoje, ela não exercitar a modéstia e o pudor, como exigir que ela o faça amanhã? 

Sem contar que todo este juízo de “posso usar tal roupa, pois não tenho o corpo escultural” passa, inclusive, pela auto-estima da mulher. Ora, pode haver uma mulher que, ao passar com roupa imodesta, faça todos os homens olharem para suas partes íntimas e, no entanto, por baixo auto-estima ou por falta de noção, ache que não há nenhum problema na forma como está se vestindo.

Fonte:http://floresdamodestia.blogspot.com.br/2014/03/cinco-perguntas-e-respostas-frequentes.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[...] não deixes por isso de abraçar estreitamente sua santa cruz. - São Padre Pio de Pietrelcina.

CATECISMO DE SÃO PIO X | Sacramentos - Penitência _ parte I

Dos Mandamentos que se referem a Deus - Do terceiro Mandamento da Lei de Deus | CATECISMO SÃO PIO X

Perguntas 12ª Artigo do CREDO | Creio na Vida Eterna, amém. | Catecismo de São Pio X

Dos Mandamentos que se referem a Deus - Do segundo Mandamento da Lei de Deus | CATECISMO SÃO PIO X