Porque não ouvimos Funk?

A música é celeste, de natureza divina e de tal beleza que encanta a alma e a eleva acima da sua condição. (Aristóteles)


A música é seguramente um dos mais belos elementos deixados por Deus. O som faz parte da vida assim como o ar, a água, e representa seguramente a maravilhosa expressão do nosso sentimento.
Imaginem minha cara de surpresa quando lá pelo o segundo ano do Curso de Ciências contábeis um professor disse que o Universo pulsa e que seu ritmo foi compreendido pelo matemático Euler. Nas palavras exatas do professor ele disse: Muitas pessoas acreditam que essa é a frequência numérica do número descoberto por Euler, representa em certo aspecto a frequência na qual pulsa o Universo. Eu pensei comigo mesmo: eu bem que desconfiava.

Um dos detalhes interessantes na música é que ela é a junção de ritmo, harmonia e melodia.
Pelo que entendi dos estudos musicais que tive, que não foram muitos, na verdade. A perfeição musical é atingida pelo encontro do ritmo, harmonia e melodia.

São três elementos, muito simples de entender.


O Ritmo é o compasso. Da a impressão de velocidade, mas na verdade pode ser lentidão. É a marcação, como as batidas do coração. Vê? As batidas do coração, a frequência do Universo.

A Harmonia é a combinação dos diversos sons de maneira harmônica. Explicando melhor: é como uma mulher se vestindo para sair. Cores e acessórios são colocados de maneira organizada e combinam.

A Melodia é a sucessão coerente dos sons. A sequencia proposital e organizada dos sons.
Juntos os três elementos formam o que conhecemos por musica. Uma criação divina.

Bem, certos tipos de música, foram feitos de maneira a contrariar essa lógica. Algumas músicas apenas tem o ritmo, e demonstram a ausência total de harmonia e melodia, muito comumente observadas no funk e no RAP, HIP-HOP. 

Algumas músicas apenas tem a melodia e não tem ritmo nenhum ou harmonia, acontece algumas vezes na MPB, com alguns cantores que semitonam, ou descompassam propositalmente a musica. 
E na maior parte das músicas atuais não se vê harmonia, por isso, o som quando chega ao nosso ouvido soa estranho. Ele destoa em nosso ouvido e dá a impressão de que algo está errado. (Sem comentar a letra da música)
Em alguns casos se observa a enfase maior nas dissonâncias e no ritmo, desrespeitando a harmonia. Vemos isso frequentemente no rock n roll.

Eu li em algum site, que "músicas" como funk, rap e rock foram criadas justamente para contrariar essa criação divina, desfazendo a perfeição musical transformando em um arremedo sonoro que nem de longe deveria ser chamado de música.
Por essa razão não ouvimos funk.

Sem falar daquelas que declaram expressamente que quer pegar uma alto estrada para o inferno. Que é para a mulher fazer isso e aquilo com aquilo de num sei quem... isso sequer poderia ser permitido que fosse gravado.




Cantai ao Senhor um cântico Novo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[...] não deixes por isso de abraçar estreitamente sua santa cruz. - São Padre Pio de Pietrelcina.

Perguntas 12ª Artigo do CREDO | Creio na Vida Eterna, amém. | Catecismo de São Pio X

A Busca da Verdade

Conhecer, Amar e Servir a Deus!

Perguntas 8° Artigo do CREDO | Catecismo de São Pio X